Grãos

Os grãos tem sido o alimento básico da dieta humana nos últimos 10 mil anos.

 

Muitos dos grãos antigos têm sido recuperados pela civilização moderna, por possuírem características nutricionais muito importantes.  Muitos não contêm glúten, são repletos de vitaminas essenciais, como as do complexo B, além de minerais como o magnésio, potássio e altas quantidades de ferro. Eles também são fontes importantes de proteínas, fibras e antioxidantes, como os ácidos graxos essenciais ômega-3, 6 e 9.

 

Houve um aumento na procura por esses grãos nos últimos anos, em grande parte devido às sensibilidades alimentares e desejo da população em se tornar mais saudável.

 

Como parte da revolução agrícola, os grãos modernos foram submetidos a tecnologias como a hibridização, controle de pragas, técnicas de armazenamento, entre outras, com a boa intenção de aumentar a produção, a rentabilidade e reduzir o custo para o consumidor. Suspeita-se que com isso as proteínas e toxinas dos grãos originais foram alteradas e por isso é crescente o aumento de pessoas intolerantes a muitos grãos modernos, como por exemplo, ao trigo (Glúten).

 

Grãos como o Amaranto, a Chia e a Quinoa são considerados grãos antigos. Eles nascem de sementes que estão livres de hibridação ou manipulação genética (OGM). Eles são como a natureza os projetou.

Experimente!

Tabela Lista

6 Item(s)

Tabela Lista

6 Item(s)